Login

Nosso Blog

Tipos de radiação: saiba quais são usados em exames de radiologia

tipos de radiação - médico ajeitando pacientes sobre equipamento de exames de imagem
Precisando reduzir custos do seu hospital? Conheça nossos laudos a distância!

Os exames radiológicos são uma ferramenta vital na medicina moderna, permitindo aos médicos visualizar o interior do corpo humano sem a necessidade de cirurgias invasivas, graças ao auxílio de substâncias radioativas. No entanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como esses exames funcionam e quais tipos de radiação são utilizados. 

Neste artigo, vamos explorar os diferentes tipos de radiação utilizados em exames radiológicos, incluindo raios-X, tomografia computadorizada (TC), ressonância magnética (RM) e outros, e discutir suas aplicações e possíveis riscos.

Ao entender melhor como essas substâncias agem e funcionam, os pacientes podem se sentir mais confortáveis e informados durante o processo de diagnóstico e tratamento. Continue a leitura!

O que é radiação e seus tipos

tipos de radiação - símbolo de radiação na cor cinza

Radiação é definida como a propagação de energia no vácuo, no espaço ou em meios materiais, em forma de partículas (alfa, beta, pósitron, elétrons, nêutrons, prótons), por ondas eletromagnéticas (raios X e raios gama) ou ondas mecânicas (ondas sonoras).

Dessa forma, a radiação é uma forma de energia que pode ser usada para realizar exames de imagem. 

As radiações podem ser classificadas de acordo com a intensidade de energia como dois tipos: ionizante e não ionizante. 

Radiação Ionizante

As radiações ionizantes são altas energias capazes de alterar a estrutura da matéria, transformando átomos em íons. 

São exemplos de radiação ionizante: 

  • Raio-X.
  • Radiação alfa (α),
  • Radiação beta (β)
  • Radiação gama (γ)

A radiação ionizante penetra de acordo com o seu tipo e energia. As partículas alfa e beta possuem massa e carga elétrica relativamente maiores do que as dos raios X e raios gama, porém, são facilmente barradas.

Os raios X e raios gama possuem alto poder de penetração, sendo barrados apenas por grossas placas de chumbo ou paredes de concreto.

Os tipos utilizados pela medicina nuclear são as radiações alfa, beta e gama.

Radiação Não Ionizante

Já as radiações não ionizantes não têm energia suficiente para ionizar a matéria, ou seja, são mais seguras se comparadas com as radiações ionizantes, pois, a ionização de células do corpo humano traz graves problemas à saúde do indivíduo, como mutação celular e até mesmo câncer.

Esse tipo de radiação é denominado de campo eletromagnético, que se propaga através de uma onda eletromagnética, constituída por um campo elétrico e um campo magnético, podendo ser provenientes de fontes naturais e não naturais.

Alguns exemplos de exames de imagem que utilizam radiação não ionizante são a Ressonância magnética (RM) e a Tomografia computadorizada (TC).

Uso da radiação na medicina

tipos de radiação - paciente deitado sobre um equipamento de realização de exame

A radiologia é uma área importante, que abrange diversas técnicas que utilizam radiação. 

A descoberta da radiação e de seus usos se deu no final do século XIX e início do XX, resultando em grandes avanços especialmente na medicina, possibilitando o diagnóstico por imagem, bem como o tratamento, o acompanhamento e a prevenção de doenças.

A Radiologia é a área especializada para lidar com os elementos radioativos na saúde. Além de usar as doses mínimas necessárias para garantir a eficácia dos procedimentos, a especialidade busca reduzir a exposição dos profissionais e pacientes à radioatividade.

Não deixe de conferir o conteúdo: Radiologia médica: o que é?

A radiação na área da saúde é comumente utilizada com a finalidade diagnóstica nos exames de radiografias, tomografias, ressonâncias magnéticas e medicina nuclear. Além da finalidade diagnóstica, é utilizada como terapêutica em casos de patologias cancerígenas e outras enfermidades. 

Principais exames que utilizam radiação

Os exames radiológicos são peças-chaves na medicina diagnóstica pois permitem aos médicos visualizar estruturas internas do corpo humano e auxiliar no diagnóstico e tratamento médico.

Ainda é muito comum o receio por parte dos pacientes em realizar um exame radiológico por conta da exposição à radiação, no entanto, com os constantes avanços tecnológicos na área da radiologia, os exames radiológicos contam com baixas doses de radiação, tornando mais seguro para o paciente.

Além disso, os equipamentos estão cada vez mais modernos, gerando imagens com qualidade e riqueza em detalhes, aumentando a eficiência do exame e a acurácia do diagnóstico. 

Abaixo, confira os principais exames radiológicos que utilizam radiação:

Radiografia de raio X

Sendo um dos exames mais conhecidos e solicitados na rotina médica, o raio-x é utilizado para casos clínicos mais recorrentes, como em fraturas ósseas, infecções pulmonares, localização de objetos estranhos no corpo e entre outros.

O exame de raio-X emite radiação ionizante em baixas doses para gerar as imagens internas a fim de identificar alterações nas estruturas de ossos e órgãos.

Leia mais sobre o exame de Raio-x aqui.

É um exame rápido, simples e indolor para o paciente. No entanto, oferece apenas imagens bidimensionais. 

Os tipos de exames de raio-X mais solicitados para os cuidados de saúde na rotina médica são:

  • Raio-X do tórax;
  • Raio-X da coluna;
  • Raio-X da face;
  • Raio-X do crânio;

Tomografia Computadorizada

Tomografia Computadorizada (TC) é um método de diagnóstico por imagem não invasivo muito útil na rotina de clínicas e hospitais com diagnóstico rápido, permitindo a visualização de órgãos, estruturas e tecidos de forma mais detalhada em relação ao exame de raio-X, pois oferece imagens tridimensionais e em alta resolução.

Esse tipo de exame combina o uso de raio-X com computadores adaptados para receber um grande volume de informação para produzir as imagens em alta definição. 

Saiba mais acerca da tomografia computadorizada, acesse aqui.

Muito indicada para investigar acidentes vasculares cerebrais (AVC), pneumonia, edema cerebral, fraturas, aneurismas, tumores, hemorragias e outros. 

Em casos específicos, pode ser necessário a utilização de contraste venoso, que consiste em injetar uma substância na veia do paciente para facilitar a visualização completa. Há algumas contraindicações na utilização de contraste, como em pessoas alérgicas ou com asma grave.

Abaixo vamos citar os tipos de tomografias recorrentes para se estudar a hipótese diagnóstica:

  • TC de crânio;
  • TC do tórax;
  • TC da coluna;

Ressonância magnética

Ressonância Magnética (RM) é um exame médico indicado para visualizar estruturas anatômicas internas do corpo e também para analisar certos processos biológicos no organismo.

É um exame médico indicado para visualizar estruturas anatômicas internas do corpo e para analisar certos processos biológicos no organismo, entre elas a densidade, tempos de relaxamento e o fluxo sanguíneo nos tecidos.

Por não empregar radiação ionizante, mas sim ondas eletromagnéticas, o exame é seguro para gestantes.

Muito solicitada pelos médicos, existem vários tipos de exame de RM, como:

  • RM das articulações;
  • RM do crânio;
  • RM da coluna;

A ressonância magnética permite obter imagens mais nítidas dos tecidos moles próximos aos ossos, sendo, desta forma, um exame muito preciso.

Saiba tudo sobre como funciona a Ressonância Magnética, leia aqui.

Medicina Nuclear

A medicina nuclear vem ganhando cada vez mais espaço por utilizar métodos seguros, praticamente indolores e não invasivos, por meio da administração de materiais radioativos em quantidades mínimas com finalidade diagnóstica e terapêutica.

Os exames permitem detectar anomalias funcionais e bioquímicas antes que ocorram alterações morfológicas, contribuindo para o diagnóstico precoce, além disso, é possível visualizar a imagem do corpo inteiro do paciente para diagnóstico de metástase tumoral.

Os exames mais usados na medicina nuclear são a tomografia por emissão de pósitrons (PET/CT) e a cintilografia.

Malefícios e sintomas

A radiação utilizada em exames de imagem pode causar danos às células do corpo e aumentar o risco de câncer. 

Os efeitos a longo prazo da exposição à radiação são geralmente cumulativos, o que significa que quanto mais exposto ao longo da vida, maior o risco. Além disso, a radiação afeta especialmente certos grupos, como crianças e mulheres grávidas, devido à forma como as células estão em desenvolvimento.

Os sintomas imediatos da alta exposição à radiação incluem: 

  • Náuseas, vômitos, infecções, anemia, hemorragias, diarreia, desidratação e queda de cabelo;

Esses efeitos são geralmente temporários e desaparecem rapidamente. No entanto, em casos raros, a exposição à radiação pode causar danos permanentes à pele e aos tecidos internos.

Os efeitos a longo prazo podem incluir:

  • Danos genéticos;
  • Alteração celular;
  • Potencial risco cancerígeno;
  • Problemas de reprodução;

É importante lembrar que os benefícios dos exames de imagem, como a detecção precoce de doenças, geralmente superam os riscos associados à rápida exposição à radiação durante os exames de imagem.

Como se realiza a proteção na exposição à radiação em exames

tipos de radiação - profissional da saúde colocando equipamento de proteção em paciente deitada

A exposição à radiação é um risco inerente em exames de imagem, como raio-x, TC, RM e Medicina Nuclear. No entanto, os profissionais e os pacientes podem adotar medidas de proteção para reduzir esses riscos, incluindo:

É importante ressaltar que algumas pessoas são mais sensíveis a radiação, como mulheres grávidas, crianças e idosos. Por isso, é importante seguir as recomendações específicas para essas pessoas.

Se você gostou desse conteúdo não deixe de acompanhar mais artigos relevantes sobre a comunidade médica e saúde, assine abaixo a newsletter da VX e fique por dentro!

Compartilhe:

Fale com um especialista e reduza custos do seu hospital.

A VX Medical Innovation oferece laudos de subespecialistas mesmo em locais distantes dos grandes centros urbanos, agilize o diagnóstico com laudos em até 2 horas e reduza os custos operacionais e otimize processos internos. Vamos conversar.
plugins premium WordPress