Login

Nosso Blog

Histórico do paciente: saiba mais sobre a sua importância

histórico do paciente - mesa contendo um teclado de computador, um bloco de notas e um estetoscópio
Precisando reduzir custos do seu hospital? Conheça nossos laudos a distância!

Hoje abordaremos o histórico do paciente e sua importância para a medicina moderna, um ponto essencial na prevenção, tratamento e descoberta de diversas patologias.


Grande parte da anamnese é baseada na descrição histórica dos fatos relatados pelo paciente. Essa linha do tempo ajuda o profissional da saúde a entender a cronologia e intensidade dos sinais e, com isso, se basear nessas informações para aprofundar a investigação ou chegar a um diagnóstico. 

Então, se você quer aprender orientações fundamentais sobre o histórico do paciente e sua importância médica, confira esse artigo! 

O que é o histórico do paciente?

Como explicamos acima, o histórico do paciente se baseia em todo o percurso de saúde do paciente. Sem esse histórico é bem difícil ter um resultado eficiente, pois as chances de um médico descobrir ou medicar com eficiência doenças mais complexas, sem conhecer todo precedente do paciente é bem difícil. 

Por esse motivo, seja para uma consulta de rotina ou até mesmo para um atendimento médico especializado, é importante levar documentos e exames médicos antigos. Esse histórico facilita o diagnóstico e melhora o prognóstico do paciente, já que fornece de maneira mais detalhada as histórias de patologias anteriores.

O que deve conter neste histórico?

Alguns dados são imprescindíveis quando o levantamento histórico de saúde do paciente é feito. Você sabe quais são? Acompanhe!

Dados pessoais:

Os primeiros dados importantes são os de identificação do paciente. Esses dados ajudam a aumentar a eficiência da relação médico x paciente além de organizar o sistema para facilitar consultas futuras. Os dados coletados nessa fase são:

  • nome do paciente;
  • sua idade;
  • seu sexo;
  • a profissão do paciente;
  • seu endereço;
  • seu telefone;
  • Contato de parentes;
  • outras formas de contato (e-mail, mensagens instantâneas no celular, número de telefone residencial de vizinhos, dos cuidadores etc.).

Das condições físicas:

Outro ponto que é mandatório para um histórico bem feito são os dados antropométricos desse paciente. Esses dados são uma medição física primária que podem elucidar o profissional de saúde nas fases futuras.

  • peso;
  • altura;
  • tipo sanguíneo;
  • se consome cigarro ou álcool;
  • se pratica exercícios físicos;
  • Marcas de nascença;
  • Cicatrizes;
  • Pintas 
  • e sinais;

Das condições de saúde durante a vida:

Algo que é fundamental durante uma anamnese é o histórico pessoal e familiar de saúde. Esse histórico ajuda a detectar algumas doenças hereditárias ou que tenham relações com possíveis patologias que o paciente possa ter. Além disso, é possível identificar alguns pontos que merecem ser rastreados ao longo da vida. Veja abaixo alguns exemplos:

  • Doenças genéticas na família? 
  • Já teve ou tem uma doença grave?
  • Toma ou tomou algum tipo de medicamento? 
  • Já passou por algum tipo de internação?
  • Tem algum tipo de trauma? 

Qual a importância do histórico do consultado?

Para sintetizar a importância do histórico do paciente, vamos criar um determinado caso de exemplo. Supomos que o paciente X apresenta pressão arterial alterada por mais de 10 dias seguidos. Provavelmente o médico pensará que esse paciente tem HAS – hipertensão arterial sistêmica. De acordo com os critérios da doença você pode sim fechar o diagnóstico, mas e se tiver alguma coisa que te dê mais certeza do que você acredita ser o problema do seu paciente?! É por isso que o histórico é importante, pois se o paciente possuir uma história da doença na família, que tem fatores genéticos, o profissional de saúde ficará mais seguro de seu diagnóstico. Outros fatores podem ser agravantes da HAS, como hábitos de vida, de alimentação e de exercícios físicos, e isso tudo é descrito durante a entrevista com o paciente.

Como o histórico pode ser armazenado?

Outro ponto importante, é o fato da necessidade de armazenamento do histórico do paciente em sua rede médica. Quando o paciente faz uso do Sistema único de saúde –  o SUS, seu histórico constará em todo sistema. Terá acesso a consultas antigas, exames, outras passagens em prontos-socorros e até mesmo resultados e avaliações de consultas antigas. 

Em algumas redes particulares, já existe todo um processo digitalizado e facilmente manuseável sobre o histórico do paciente. Logo, quando o médico, atende determinado paciente cuidado por essa rede de saúde, o médico pesquisa por seu nome e histórico, obtendo todo percurso cronológico de sua saúde. Dessa maneira, todo trabalho médico estará, não só mais facilitado, mas também, efetivo.
Portanto, o artigo acima demonstra a importância de fazer uso do histórico médico do paciente para alcançar melhores tratamentos, prevenções e até mesmo a descoberta de determinado quadro clínico. Por fim, com o avanço da ciência e tecnologia, cada vez mais surgem sistemas que interligam todo histórico do paciente, melhorando os resultados médicos.

Para continuar recebendo nossos conteúdos, inscreva-se na nossa newsletter. 

Compartilhe:

Fale com um especialista e reduza custos do seu hospital.

A VX Medical Innovation oferece laudos de subespecialistas mesmo em locais distantes dos grandes centros urbanos, agilize o diagnóstico com laudos em até 2 horas e reduza os custos operacionais e otimize processos internos. Vamos conversar.
plugins premium WordPress