Login

Nosso Blog

Prontuário eletrônico: o que é e por que utilizar?

prontuário eletrônico - médico segurando prontuário
Precisando reduzir custos do seu hospital? Conheça nossos laudos a distância!

O prontuário eletrônico compartilhado por nuvem simplifica o acesso dos médicos às informações dos pacientes ao mesmo tempo que garante seu direito à privacidade e confidencialidade de dados. Conheça mais sobre os prontuários e seus benefícios aqui.


Um grande problema do cotidiano médico é realizar o acompanhamento longitudinal do paciente, isto é, obter seu prontuário histórico de maneira confiável, segura e com agilidade. Esse problema é gerado, em grande parte, pela inacessibilidade aos prontuários físicos que, por vezes, se encontram em outras localidades ou podem ter sido perdidos/extraviados. Vindo de encontro ao problema, o prontuário eletrônico visa mitigar ou diminuir tais questões e garantir a segurança dos dados dos pacientes.

Antigamente era comum que os médicos tivessem dificuldade em averiguar o histórico dos pacientes pela inacessibilidade dos prontuários em papel, os quais poderiam estar em outras localidades, terem sido perdidos, extraviados ou acessados por terceiros sem autorização. 

Apesar de ainda não muito difundida para as pessoas fora do meio médico, o prontuário eletrônico já é uma realidade, uma pesquisa conduzida pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI) aponta que 74% das clínicas e hospitais já utilizam um sistema eletrônico para armazenar dados e informações de pacientes. Essas clínicas relatam um grande ganho em agilidade, segurança e confiabilidade das informações, munindo seus profissionais dos melhores dados para as tomadas de decisão para conduta médica.

Mas afinal, o que é o prontuário eletrônico?

O prontuário eletrônico do paciente, abreviadamente conhecido como PEP, é uma solução que simplifica o registro, armazenamento e controle digital dos dados e informações das pessoas por meio da nuvem em instituições de saúde. Esse prontuário comporta todos os detalhes da vida do paciente que são considerados essenciais para os médicos, como a identificação da pessoa, sua anamnese, exames realizados no passado, hipóteses diagnosticadas, diagnósticos definitivos e tratamentos efetuados.

O prontuário eletrônico é uma importante ferramenta da telemedicina e seu uso foi regulamentado pela Resolução CFM nº 1639/2002, que versa sobre a autorização de sua utilização, bem como dos deveres dos estabelecimentos de saúde. Como sua função é similar aos prontuários de papel, todos os direitos dos pacientes estão assegurados, tais como sigilo, acesso às informações e proibição de compartilhamento sem autorização. Ainda nessa resolução, o CFM estabelece uma comissão, que quando solicitada, pode atestar o sistema de prontuário eletrônico, fornecendo uma segurança maior para seus usuários.

Quais os benefícios de implementar o prontuário eletrônico?

O prontuário eletrônico surge com a intenção de otimizar o processo de armazenamento, compartilhamento e acesso aos dados e informações dos pacientes. Com a agilidade e praticidade no acesso à informação é possível imaginar várias vantagens para o uso e adesão ao sistema eletrônico de registro de dados dos pacientes. A seguir acompanhe os cinco principais benefícios desses sistemas.

Benefício #1: integração de dados e informações

Quando o prontuário eletrônico é implementado nas instituições de saúde, o histórico do paciente é importado para a nuvem e todos os registros médicos são acessados com facilidade através de um único sistema.

Em caso de haver prontuários em papel, eles também são importados para a solução eletrônica, podendo ser escaneados ou digitalizados. 

Benefício #2: visualização de arquivos e exames anexados

Um dos grandes desafios da saúde é a centralização dos documentos do paciente, mas o prontuário eletrônico combate essa dificuldade ao entregar a oportunidade de anexar arquivos e exames na nuvem, além de compartilhá-lo com pessoas autorizadas que precisam realizar o acompanhamento do caso.

Sempre que um novo documento é adicionado ao prontuário, uma linha do tempo é traçada e os profissionais da saúde conseguem buscá-lo por data ou filtro específico, o que garante a organização dos registros, além de agilizar o atendimento.

Benefício #3: acessibilidade do prontuário

Com o PEP, as pessoas autorizadas ao acesso do prontuário do paciente conseguem acessá-lo por meio de dispositivos eletrônicos conectados à internet, como computadores, tablets ou celulares.

Esse benefício proporciona rápida visualização de dados, informações e exames anteriores do paciente, representando uma grande vantagem em casos de emergência médica ou até mesmo em exames de rotina, onde todos os médicos têm acesso confidencial aos documentos e não precisam se locomover para buscá-los.

Benefício #4: segurança de dados do paciente

Além da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais nº 13.709/2018, a implementação do prontuário eletrônico é baseada nas seguintes características: privacidade, confidencialidade, segurança e integridade.

Dessa maneira, a gestão de prontuário assegura que as informações e dados que os médicos têm acesso não são os mesmos que, por exemplo, as pessoas que trabalham na secretaria da clínica ou hospital conseguem visualizar, proporcionando maior conforto e proteção aos pacientes devido aos níveis de acesso do sistema. 

Inclusive, após uma consulta ser finalizada e o prontuário preenchido, não há como modificá-lo, o que garante validade judicial do documento.

Benefício #5: otimização no atendimento de pacientes

O sistema de prontuário eletrônico é feito com uma arquitetura integrada, isto quer dizer que os diversos médicos que acompanharam um paciente podem ter acesso aos histórico de consultas de maneira rápida e fácil. Além disso, esse sistema permite que o médico entenda um pouco do histórico do paciente antes de realizar uma consulta, desse modo, não é necessário que o paciente relate todas as informações – muitas das quais ele pode ter esquecido.

O sistema permite, ainda, que o médico tenha um resumo do quadro clínico, consultas futuras e exames agendados. Isso, por sua vez, permite com que ele oriente melhor o seu paciente e que este saiba quando são seus próximos procedimentos.

Por que utilizar o PEP em hospitais e clínicas?

O grande benefício para os hospitais e clínicas é a organização dos documentos, reduzindo os riscos de os perder ou extraviar. O PEP ainda garante o aumento da privacidade das informações dos pacientes, uma vez que com seu sistema hierárquico de acesso impede que pessoas não autorizadas tenham acesso às informações.

Outro ponto importante é a capacidade de o sistema ser auditável, ou seja, é possível verificar quais procedimentos e acontecimentos foram registrados. Isso fornece uma segurança jurídica tanto para o paciente quanto para o estabelecimento de saúde e seus profissionais.

Como o prontuário eletrônico facilita o atendimento médico?

O prontuário eletrônico representa uma grande vantagem, tanto para os médicos quanto para os pacientes, porque otimiza os processos internos dos hospitais e clínicas, agilizando o atendimento e o diagnóstico das pessoas que buscam por auxílio à saúde.Essa vantagem acontece devido à integração dos dados e informações na nuvem, que permite o compartilhamento do prontuário dos pacientes para médicos de outros departamentos ou instituições de saúde.

O PEP também viabiliza a existência do telediagnóstico, possibilitando que a medicina alcance populações remotas localizadas longe de centros metropolitanos e áreas urbanas com rapidez.

O que levar em consideração ao escolher um prontuário eletrônico?

No momento de escolher um prontuário eletrônico para a sua clínica ou seu hospital, é necessário se atentar aos seguintes critérios:

  • Suporte e apoio eficiente para instituições de saúde e às suas necessidades específicas;
  • Prontuário eletrônico personalizável para se adaptar facilmente às demandas de cada instituição;
  • Integração do prontuário à agenda médica para otimizar os atendimentos e evitar atrasos;
  • Integração do prontuário ao PACS para que ocorra o fácil compartilhamento de imagens e gráficos na nuvem também;
  • Integração do prontuário à telemedicina para que os laudos à distância sejam acessados;
  • Segurança dos dados e informações dos prontuários de pacientes para evitar que ocorra a manipulação, a distribuição e o roubo de documentos e arquivos pessoais;
  • Possibilidade de acesso em diversos dispositivos eletrônicos vinculados à internet.

Se o prontuário eletrônico atender aos critérios citados acima, é uma boa solução para a sua clínica ou hospital.

Conclusão

Desde o surgimento do prontuário eletrônico do paciente no Brasil, as instituições de saúde vem presenciando a modernização do sistema em suas dependências, deixando para trás os documentos em papel para dar espaço aos eletrônicos.

Essa solução otimiza o atendimento do médico ao paciente ao torná-lo ágil, humanizado e certeiro, representando maior segurança de dados. Além de significarum armazenamento organizado,de simples acesso e compartilhamento entre os profissionais da área da saúde.

Com o fim de mais um conteúdo, não deixe de se inscrever na nossa newsletter e acompanhar mais conteúdos ricos como este. 

Compartilhe:

Fale com um especialista e reduza custos do seu hospital.

A VX Medical Innovation oferece laudos de subespecialistas mesmo em locais distantes dos grandes centros urbanos, agilize o diagnóstico com laudos em até 2 horas e reduza os custos operacionais e otimize processos internos. Vamos conversar.
plugins premium WordPress