Login

Nosso Blog

Glosa hospitalar: entenda o que é e como evitá-las

glosa hospitalar - médicos reunidos em uma sala fazendo uma reunião
Precisando reduzir custos do seu hospital? Conheça nossos laudos a distância!

Você já ouviu falar em glosas? Glosa hospitalar é um termo bastante conhecido entre gestores e administradores de hospitais e clínicas médicas, tratando-se da recusa de pagamento, por parte das operadoras de saúde, de medicamentos, procedimentos e outros gastos médicos com pacientes.


A glosa hospitalar pode trazer diversas consequências para uma instituição de saúde. Um bom exemplo são os pagamentos não recebidos em decorrência de um problema de comunicação entre instituições de saúde e convênios. Mas o que você precisa saber é que as glosas podem e devem ser evitadas.

Quer ficar por dentro do assunto, entender as principais causas das glosas e o que fazer para evitá-las? Então continue a leitura e confira este conteúdo que preparamos sobre o assunto. Boa leitura!

O que são glosas?

As glosas tratam-se do não pagamento das operadoras de saúde por atendimentos, internações, exames laboratoriais ou de imagem, remédios e outros serviços médicos utilizados. Isso acontece quando, por alguma razão, o prestador de serviço não realiza uma cobrança de forma adequada.

Portanto, a glosa pode gerar o cancelamento do pagamento do procedimento, uma recusa total ou parcial de orçamento por parte dos convênios ou, até mesmo, gerar gastos para a instituição por cobrança indevida.

Como muitos hospitais e clínicas ainda realizam muitos processos de forma manual, as chances de erros aumentam e, consequentemente, de glosas também. Erros no preenchimento de formulários e planilhas ou a falta de conhecimento sobre as datas de vencimento são alguns exemplos de situações que podem ocasionar glosas.

Quais os tipos de glosas?

Existem três tipos de glosas: administrativas, técnicas e lineares. Saiba mais sobre cada uma delas a seguir:

Glosas administrativas

As glosas administrativas normalmente acontecem em decorrência de falhas nos processos operacionais, principalmente por falhas de comunicação entre as clínicas ou hospitais prestadores de serviço com o convênio.

Essa é uma das falhas mais comuns e, normalmente, acontece em decorrência de erros humanos como o registro incorreto nas guias de autorização dos procedimentos, materiais lançados de forma incorreta, entre outros.

Mas assim como a glosa administrativa é uma das mais comuns, ela também é mais simples de ser resolvida. Uma conversa entre as partes pode levar a um acordo que não prejudique nenhum dos lados. 

Glosas técnicas

As glosas técnicas ocorrem quando algum procedimento médico é contestado por incoerência técnica. Esse tipo de falha pode gerar a necessidade de contratação de um auditor para avaliar a situação e fazer a revisão de forma adequada, chegando assim a um consenso entre as partes.

Essas falhas podem comprometer não só o financeiro da instituição como também prejudicar os cuidados com os pacientes.

Entre as situações mais comuns estão o descuidos com medicações e equipamentos, procedimentos realizados que não tenham sido devidamente descritos no prontuário do paciente, entre outros.

Glosas lineares

A glosa linear é menos comum e é caracterizada por falta de justificativa para algum procedimento de apoio, uso de medicamentos ou uso de algum material. Como todos os atos médicos possuem particularidades que devem ser levadas em consideração, essa falha pode ocorrer por falta de atenção a detalhes que fujam do padrão.

Considerando isso, é extremamente importante que o hospital ou clínica médica tenha os registros ou descrições que suportem suas condutas médicas.

Afinal, como evitar glosa hospitalar?

Essas falhas podem ser muito prejudiciais para as instituições de saúde, o ideal é saber como evitar situações como essas. Confira agora 5 dicas para reduzir o índice de glosas que listamos para você:

1. Automatize os processos

A grande maioria dos erros ocorrem em decorrência da ação humana, como um dado incorreto ou uma informação trocada. Para diminuir os riscos de isso acontecer, o ideal é apostar na automação de processos.

O uso de ferramentas de automação permite atender a padrões específicos da comunicação com operadoras de saúde. Além disso, é uma forma de reduzir o tempo necessário para completar ações como o envio de contas, aumentando as chances de aprovação.

2. Treine a equipe

Apesar de a automação ser um passo muito importante para evitar glosas, a tecnologia não age sozinha. Por isso, é fundamental capacitar os prestadores de serviços de saúde adequadamente para garantir que todas as atividades e registros sejam feitos da forma correta.

Além de orientar sobre quais os dados devem constar, quais são as especificações para cada caso e como usar as ferramentas de que a empresa dispõe, também vale a pena incentivar a conferência das informações antes do envio, de modo a evitar problemas na parte de aprovação.

3. Realize auditorias internas periodicamente

Manter a instituição atualizada a respeito das formalidades e deixar as equipes preparadas para executar tarefas burocráticas é fundamental para evitar as glosas e também para a qualidade da assistência médica prestada.

Dessa forma, a realização de auditorias internas periodica sé importante para a identificação de erros e para traçar estratégias de prevenção, atendendo da melhor forma todas as burocracias e exigências.

4. Aposte na pré-autorização de atendimentos

Utilizar um sistema de pré-autorização de atendimentos médicos ajuda a evitar glosas e também a otimizar o agendamento, considerando que os colaboradores já irão saber se há cobertura pelo convênio ou se o paciente está com o cadastro válido, por exemplo. Isso torna o procedimento bem mais eficiente e seguro.

5. Acompanhe os resultados

Após a implementação das mudanças é necessário fazer o acompanhamento da evolução e dos resultados com relação à ocorrência de glosas. Se tudo for realizado corretamente haverá uma redução de falhas como as que foram citadas.

Além disso, é essencial utilizar os dados e indicadores para conseguir uma performance cada vez melhor.

Conclusão

As glosas são problemas operacionais que devem ser combatidos. Por isso, apostar em boas práticas de gestão e reforçar os detalhamentos de casos é fundamental para que instituições de saúde não sejam prejudicadas.

Esperamos que você tenha gostado e que este conteúdo tenha esclarecido suas dúvidas sobre glosas e o que fazer para evitá-las.

Não perca nenhuma novidade e receba nossos conteúdos exclusivos acompanhando nosso blog e se inscrevendo em nossa newsletter.

Até a próxima!

Compartilhe:

Fale com um especialista e reduza custos do seu hospital.

A VX Medical Innovation oferece laudos de subespecialistas mesmo em locais distantes dos grandes centros urbanos, agilize o diagnóstico com laudos em até 2 horas e reduza os custos operacionais e otimize processos internos. Vamos conversar.
plugins premium WordPress