Login

Nosso Blog

Radiologia intervencionista: o que é e quais as vantagens

radiologia intervencionista - médica avaliando exame de imagem
Precisando reduzir custos do seu hospital? Conheça nossos laudos a distância!

A radiologia intervencionista é uma subespecialidade da radiologia onde os especialistas não apenas realizam a interpretação de imagens, mas também executam intervenções cirúrgicas minimamente invasivas por meio de pequenas incisões no corpo.


Também chamada de IR ou terapia guiada por imagem, a radiologia intervencionista ainda é pouco conhecida entre a população brasileira, mas tem crescido bastante no país e demandado mais especialistas.

Para se tornar um profissional dessa área é necessário ter nível superior em medicina, residência em radiologia por três anos e então realizar uma especialização em radiologia intervencionista em um programa de dois anos.

O profissional que atua nessa subespecialidade da radiologia é responsável por colocar em prática procedimentos rápidos e precisos que simplificam o diagnóstico de doenças e o seu tratamento, proporcionando maior conforto e tranquilidade para os pacientes e seus familiares.

O que é radiologia intervencionista e por que utilizá-la?

A radiologia intervencionista é uma subespecialidade da área da saúde que, além de realizar o diagnóstico por imagem, também é utilizada no tratamento de doenças.

Então, quando o paciente necessita de uma intervenção médica cirúrgica, os procedimentos da radiologia intervencionista – não vascular e vascular – são usados para a visualização, análise e tratamento do organismo enfermo.

O procedimento é considerado pouco invadido pois insere cateteres e drenos em pequenas incisões que permitem a visualização e atuação diretamente nos órgãos a serem operados. Além disso, para ajudar no procedimento, há a transmissão de imagens em tempo real para tornar o processo mais preciso e eficaz.

Há duas grandes vantagens na radiologia intervencionista: 

  • A agilidade e eficiência no diagnóstico e tratamento de pessoas, as quais não necessitam de longos períodos de internação para se recuperarem da intervenção;
  • A possibilidade de armazenar as imagens e laudos na nuvem para simplificar o acesso e compartilhamento dos exames e tratamentos com outros profissionais da saúde. Assim, quando os pacientes consultarem com outros médicos e realizarem novos tratamentos relacionados a outros quadros de saúde, os profissionais têm acesso ao histórico de cada um.

Quais os procedimentos realizados?

Os especialistas que realizam a radiologia intervencionista atuam, em sua maioria, com pacientes oncológicos no tratamento das seguintes doenças:

  • Carcinóides e melanoma ocular;
  • Complicações no transplante de fígado;
  • Embolização de tumores e hemorragias;
  • Lesões hepáticas metastáticas de cólon;
  • Tumores hepáticos.

Porém, os profissionais de radiologia intervencionista também são capazes de atender desde aneurismas cerebrais até miomas uterinos. Conheça alguns exemplos a seguir:

  • Angiografias: também chamada de arteriografia, é um procedimento percutâneo onde há a inserção de um cateter com o propósito de visualizar e registrar imagens da artéria do paciente;
  • Angioplastias: um tubo é introduzido também de maneira percutânea para fazer a remoção de placas de gordura em pessoas que possuem artérias bloqueadas;
  • Biópsias: são coletadas amostras de tecido através de agulhas, pinças ou bisturi para que seja feito a análise laboratorial do conteúdo;
  • Drenagens: em drenagens, a introdução dos cateteres e drenos ocorre de maneira percutânea e servem para retirar coleções líquidas que se formam no abdome, no tórax ou na própria pele do paciente;
  • Gastrostomia: podendo ser tanto um procedimento percutâneo ou cirúrgico, uma sonda é introduzida no organismo da pessoa para que seja incorporada a sonda alimentar;
  • Tratamento para aneurismas: comumente, nesse tratamento, é feito a embolização de maneira endovascular.

Os tratamentos acima possuem as mesmas taxas de eficiência se comparados aos tratamentos tradicionais que demandavam cirurgias abertas.

Quais as tecnologias envolvidas no processo?

Existem diversas tecnologias que envolvidas no processo de radiologia intervencionista, mas as principais são:

  • Angiógrafo;
  • Tomografia computadorizada;
  • Radiologia convencional com fluoroscopia;
  • Ressonância magnética;
  • Ultrassonografia.

Por meio dessas tecnologias, o especialista em radiologia consegue identificar com precisão onde está localizado o alvo do procedimento cirúrgico – sendo tecido, órgão ou tumor – e realizar as incisões guiadas por imagem para aplicar o tratamento adequado e preservar a saúde dos pacientes.

Quais as vantagens para o paciente?

As vantagens que a radiologia intervencionista leva aos pacientes são de alta relevância porque como é um procedimento é pouco invasivo ao organismo, as pessoas conseguem:

  • Se recuperarem com maior facilidade;
  • Não sentirem dores durante a recuperação;
  • Retornarem às atividades da rotina pouco tempo após a intervenção cirúrgica.

O mais importante é seguir as recomendações do especialista responsável pelo caso e cumprir a internação hospitalar, que dura em torno de 24 a 48 horas.

Agora, quando se trata das vantagens que beneficiam ambos os lados, tanto os pacientes quanto os radiologistas intervencionistas, há a chance de colocar em prática tratamentos que não seriam possíveis senão por uma cirurgia aberta. Por exemplo, um tipo de cirurgia performado por especialistas em radiologia intervencionista, mas que antes era realizado apenas como cirurgia aberta, é o tratamento de tumores no fígado presentes em pacientes oncológicos.

Conclusão

Como a radiologia intervencionista está conquistando mais espaço na medicina brasileira devido aos seus eficientes resultados em relação aos tratamentos dos pacientes, mais profissionais para atuar dentro dessa subespecialização estão sendo solicitados, assim a saúde da população é recuperada e preservada.

Nos próximos anos será possível observar um crescimento exponencial de formandos em medicina que seguirão a especialização de radiologista intervencionista, garantindo que o combate às enfermidades seja simples e eficiente, além de ágil e seguro.

Inclusive, é esperado que esses novos profissionais levem o tratamento para áreas afastadas de grandes centros metropolitanos e centros urbanos, tocando a população mais carente e expandindo o sistema de saúde por todo o Brasil.

Radiologistas que são especializados em radiologia intervencionista são profissionais capazes de otimizar a qualidade de vida dos pacientes através de intervenções cirúrgicas minimamente invasivas guiadas por imagem que possuem estas vantagens significativas, tanto para as clínicas e hospitais quanto para as pessoas. 

Para acompanhar mais conteúdos como esse, inscreva-se na nossa newsletter.

Compartilhe:

Fale com um especialista e reduza custos do seu hospital.

A VX Medical Innovation oferece laudos de subespecialistas mesmo em locais distantes dos grandes centros urbanos, agilize o diagnóstico com laudos em até 2 horas e reduza os custos operacionais e otimize processos internos. Vamos conversar.
plugins premium WordPress